3 tendências de marketing para 2019

Interessadas em se diferenciar, as empresas precisam se manter atualizadas às mais diversas novidades no universo dos negócios, como as tendências de marketing. Neste post, você vai conferir 5 movimentos que prometem repercutir no mercado e trazer melhores resultados. Confira!

– O ANO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Em 2019 veremos a consolidação da inteligência artificial (IA), visto que muitas empresas já aderiram a tecnologia, tendo se expandido para todos os segmentos de mercado. Ferramentas de automação, como o robô de ads já tem ganhado espaço entre as empresas e agências de marketing digital, demonstrando que quem não se atualizar estará em plena desvantagem em relação aos concorrentes.

Além disso, será ainda mais crescente o uso de chatbots, ferramenta de interação entre cliente e empresa, geralmente utilizada para responder dúvidas mais frequentes e as interações mais básicas, o que economiza tempo e dinheiro do setor de atendimento das empresas. Também será constante o uso de assistentes virtuais, como a do Google e a Siri, da Apple.

– MARKETING DE INFLUÊNCIA

Essa estratégia consiste em fazer parcerias com influenciadores digitais, para que estes, através de seus perfis nas redes sociais, recomendem produtos e serviços. Sendo possível realizar essa estratégia não só com pessoas famosas, mas também, com micro influenciadores, que são influenciadores com uma menor quantidade de seguidores, porém, com relevância em um nicho de mercado específico. Segundo pesquisa realizada pela Linqia, 86% dos profissionais de marketing utilizaram marketing de influência em 2017. Entre estes entrevistados, 92% sinalizou que acredita que o marketing com influenciadores digitais é eficiente.

– CRESCIMENTO DO VÍDEO

Segundo o relatório Cisco Visual Networking Index, o vídeo vai representar 78% do tráfego de dados móveis no mundo em 2021. Devido ao constante avanço na qualidade das conexões para aparelhos mobile, esse formato de conteúdo pode ganhar mais espaço.

Não é à toa que nos últimos anos, observamos as redes sociais investindo em criar um suporte maior para publicações em vídeo. O Facebook, por exemplo, focou em disponibilizar recursos favoráveis ao envio de vídeos para não depender do YouTube e ainda criou a possibilidade de os usuários fazerem transmissões ao vivo.

A partir desse crescimento, veremos ainda mais anúncios no formato de vídeo. E isso não vale apenas para as redes sociais; entrar em um portal e visualizar uma propaganda em vídeo no decorrer de um conteúdo em texto, também será mais comum.

Leave a comment.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *